Brasil conquista 2º lugar no mundial de profissões técnicas, a WorldSkills


WorldSkills 2017 - Primeiro dia de competição. Competidor Sérgio Alves dos Santos, Soluções de Software para Negócios. Abu Dhabi 15.10.2017 - Foto: José Paulo Lacerda

Competidor Sérgio Alves dos Santos, no primeiro dia da WorldSkills 2017 – Soluções de Software para Negócios | Foto: José Paulo Lacerda

O Brasil se mantém na elite da educação profissional do mundo. Com um total de 34.901 pontos, o país ficou em 2º lugar geral na maior competição de profissões técnicas do planeta, a WorldSkills. Os russos ficaram em primeiro, com 35.461 pontos. Entre os dias 15 e 18 de outubro, mais de 1.200 jovens de 68 países competiram em 52 ocupações do setor industrial e de serviços em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos. Entre eles, estava o estanciano Sergio Alves, que concorreu na categoria Soluções em Software para Negócios.

A delegação brasileira foi composta por 56 competidores, 51 alunos e ex-alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e 5 do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que competiram em 50 ocupações. É bom lembrar que na última edição da WorldSkills, em 2015, o país ficou em primeiro lugar.

Powered by Rock Convert

“Em Abu Dhabi o Brasil demonstrou seu padrão de excelência em educação profissional. Estamos entre os melhores países do mundo (China, Coreia do Sul, Suíça e Rússia) e isso é importante para criar oportunidades para os jovens e competitividade para a as empresas. Estamos orgulhosos com o resultado alcançado pelo jovens do SENAI e do Senac que, com muita fibra e talento, representaram o Brasil”, destacou o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade.

Para o diretor-geral do Senai, Rafael Lucchesi, o resultado demonstra o alto nível do Brasil no conjunto das profissões. “É o nível de excelência que o Brasil tem e que dificilmente nós conseguimos reproduzir em outros rankings, seja de desempenho econômico, de competitividade, inovação ou de educação regular.  Em educação profissional, o Brasil tem excelência, que é uma porta para a juventude brasileira”, disse.

Unicom Fies

Anterior Correios Log+ supera R$ 1,8 milhão de faturamento em 2017
Próximo Em setembro, vendas de veículos em Sergipe cresceram 34,6%

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *