Companhias sofrem com dificuldades para gerar estratégias de desenvolvimento


Um estudo com 80 agentes do setor varejista, realizado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), procurou entender as principais dificuldades para que as demandas por evoluções sejam supridas, como adaptar-se às novas tendências e criar diferentes formas de interação e relacionamento com os clientes.

Entre as constatações da pesquisa “Inovação no Varejo: Dores e Desafios do Empresário Brasileiro”, ficou claro que a situação macroeconômica do Brasil afetou 54% das companhias do setor.  “Muitas empresas e negócios estão com dificuldades devido ao desvantajoso quadro político-econômico brasileiro. O setor varejista não caminha na contramão, da mesma forma encontra empecilhos para se estabilizar e crescer”, afirma Eduardo Tosta, coordenador de comércio e serviços da ABDI.

Com base nos apontamentos dos varejistas ouvidos, o levantamento mostra ainda que 71% dos entrevistados encontram dificuldades na geração de estratégias de desenvolvimento e criação de negócios. “Inovação é um ponto importantíssimo para os empreendimentos. Na atual circunstância, a empresa que não se mantiver em constante transformação acaba por ficar atrasada em relação às demais, o que gera perda de espaço e, consequentemente, faz com que elas sofram com os desafios de uma empresa obsoleta”, explica Guto Ferreira, presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

 

 

 

Fonte: SA Varejo

Anterior Twitter terá páginas especiais dedicadas a conversas sobre programas de TV
Próximo Mega Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 20 milhões

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *