Internacionalização: artigo científico sobre tributação e desenvolvimento econômico terá apresentação e debates em inglês


A instalação do Tiradentes Institute, em 2017, em Boston (EUA) foi a materialização de um processo de internacionalização da Universidade Tiradentes. Quando da fundação do centro de estudos na Universidade de Massachussets, foi lançado edital para formação de docentes que lecionariam em inglês. O professor José Gomes de Britto Neto, doutor em Direito Tributário, foi o primeiro a ser aprovado para a temporada de treinamento. “Durante esse projeto que teve duração de ano, criei uma disciplina específica em inglês para entrar na grade curricular do curso de Direito: Taxation and Economic Development (Tributação e Desenvolvimento Econômico)”, lembra.

Professor Gomes explica que o foco era chamar a atenção da comunidade internacional para discussões globalizadas acerca do uso da tributação como instrumento para a promoção do desenvolvimento e do bem-estar social. “O mundo inteiro quando analisa a tributação, pensa em crescimento econômico e também na diminuição da desigualdade social”, explica.

O ano era 2018, momento em que a estudante de Direito, Laís Souza de Carvalho Santana voltava para o Brasil após um período de estudos na Europa. “O intercâmbio da Unit me proporcionou a experiência de conhecer o meio acadêmico de uma nova maneira. A proposta de internacionalização do programa agrega não só bagagem acadêmica ao aluno, como também uma extensa experiência cultural. Na Universidade Nova de Lisboa, tive a oportunidade de cursar matérias lecionadas em inglês e focadas no comércio e no direito tributário internacional, o que veio a despertar a minha paixão e identificação pela área. Foi durante o ProMAI – Programa de Mobilidade Acadêmica Internacional – que eu descobri o ramo profissional o qual desejo seguir”, contou.

Com o lançamento da disciplina Taxation and Economic Development, ela não teve dúvidas sobre o projeto de conclusão do curso de Direito. “Como os assuntos trabalhados em sala de aula eram de afinidade com o campo profissional que desejo seguir, o professor Gomes se dedicou a trabalhar comigo”.

O foco do trabalho foi na área de tributação internacional, com ênfase nos planejamentos tributários de empresas multinacionais e como esse planejamento afeta diferentes ramos do mercado internacional. “Como o intuito do projeto é, de além de apresentar o TCC, conseguir publicá-lo internacionalmente, ficou decidido que faríamos o artigo em inglês para facilitar na publicação.  A ideia foi imediatamente apoiada pela coordenação do curso, que disponibilizou todos os recursos necessários para que o projeto pudesse acontecer”, revela Laís.

As primeiras linhas que começaram a ser delineadas em 2019 já tem data de apresentação: 19 de junho, às 16h, com transmissão na plataforma Google Classroom. Será o primeiro artigo científico, modalidade para o curso de Direito equivalente ao Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, a ser apresentado totalmente inglês.

 Para banca foram convidados dois docentes que também passaram pelo processo de internacionalização: a professora Clara Machado, doutora em Direito Constitucional e o professor Henrique Cardoso, doutor em Direito Administrativo.

“A primeira defesa de um trabalho de conclusão de curso, bacharelado em Direito, apresentado integralmente em inglês e que terá uma banca avaliadora que abordará as discussões também em inglês é decorrente do processo de internacionalização da Universidade Tiradentes que por meio da Gerência de Relações Internacionais tem feito a gestão dos direcionamentos estratégicos para a consolidação da Unit, como uma Universidade Internacional, que também conta com a interlocução direta de projetos do Tiradentes Institute, em Boston (EUA).  Um grande marco na política de internacionalização que irá garantir crescimento da excelência do nosso ensino e maior empregabilidade para os nossos egressos”, finaliza o Vice-Presidente de Relações Institucionais do Grupo Tiradentes, Saumíneo da Silva Nascimento.

Fonte: Assessoria Unit

Anterior Menos de 25% das ocupações no Brasil têm potencial de teletrabalho
Próximo Covid-19: ANTT atualiza medidas sanitárias no transporte interestadual

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *