Podcasts: pesquisa analisa conteúdos e sua importância para a divulgação científica

Com crescimento exponencial nos últimos cinco anos, os podcasts vêm atraindo a atenção do grande público e colaboram para a divulgação científica

Amália Roeder | CM News | Com informações da Ascom/Unit
Em

Podcasts: pesquisa analisa conteúdos e sua importância para a divulgação científica
Jornalista Leonardo Fraga explica o projeto "Ciência na Podosfera: quando um podcast colabora na divulgação científica" - Imagem: Arquivo Pessoal

O jornalista Leonardo Fraga, egresso da Universidade Tiradentes, desenvolve uma pesquisa voltada para os podcasts sobre ciência mais populares do país. A iniciativa é resultado de um projeto realizado durante o mestrado no Programa de Pós-graduação em Educação da Unit,  considerado o melhor programa stricto sensu particular de Educação do Norte-Nordeste.

“Sempre tive  vontade de conciliar um pouco mais o meu background da comunicação com o programa de Educação. Achei, naquele momento, que o podcast seria uma intercessão mais interessante para mim. Durante a graduação, fui aluno de Iniciação Científica e trabalhei em um projeto voltado para os memes”, comenta Leonardo. 

Os podcasts vêm chamando a atenção do público e tiveram um crescimento exponencial nos últimos cinco anos. “Nessa perspectiva, decidi olhar como os pesquisadores estavam articulando os conteúdos nessa mídia e analisar quando efetivamente esses conteúdos contribuem para a divulgação científica”, salienta.

O projeto atual, denominado “Ciência na Podosfera: quando um podcast colabora na divulgação científica” realiza uma análise dos podcasts sobre ciência mais populares do país. A pesquisa é orientada pela pesquisadora Cristiane Porto, docente da Unit do curso de Comunicação Social nas habilitações de Publicidade e Propaganda e Jornalismo, Educação Física e do Programa de Pós-Graduação em Educação. Líder do Grupo de Pesquisa em Educação, Tecnologias da Informação e Cibercultura – Getic/Unit/CNPq, a pesquisadora possui, ainda, Bolsa Produtividade no Comitê de Divulgação Científica do CNPq.

“No ano passado a pandemia representou uma nova fase do boom desses conteúdos para a educação. Este projeto analisa a divulgação científica justamente para entender as características, as especificidades dessa mídia, tanto para compreendermos como esse canal está sendo utilizado pelos divulgadores, os cientistas, como também se ele pode ser uma alternativa para as pessoas interessadas em ciência, como uma fonte de informação relevante na nossa sociedade”, destaca. 

Leonardo, que iniciou no mundo da pesquisa ainda durante a graduação, fazendo parte do Grupo de Pesquisa em Educação, Tecnologias da Informação e Cibercultura, Getic/Unit/CNPq, hoje deseja seguir rumo ao doutorado. “Tenho uma expectativa muito grande de que meu projeto possa ser o ponto de partida para que a gente olhe com um pouco mais de cuidado e zelo para os podcasts como uma alternativa para divulgação científica”, enfatiza. 

“O programa de pesquisa tem produções incríveis. Espero contribuir com a instituição na implementação dos podcasts, no investimento nesse canal como fonte de informação e divulgação dos trabalhos e que essa perspectiva possa se consolidar no doutorado”, finaliza Fraga.

 

Leia também: Psicólogas sergipanas lançam campanha para alertar sobre os prejuízos da hiperconectividade

Compartilhe :