Nova sede do SergipeTec |Foto: Marcos Rodrigues/ASN

Thiago Souza e Ricardo Lacerda

No último dia 3, foi inaugurada a nova sede do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec), o Parque Tecnológico Engenheiro Agrônomo Rosalvo Alexandre. Situado ao lado do Campus da Universidade Federal de Sergipe (UFS), no município de São Cristóvão, o novo SergipeTec contou com investimentos de aproximadamente R$ 40 milhões, recursos provenientes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI); da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e do Governo de Sergipe. Com uma área de 120.000m², cedida pela UFS, a nova sede é composta por sete prédios, que irão abrigar até 60 empresas (com salas a partir de 27m²) e instituições de pesquisa das áreas de Biotecnologia, Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC), Energias Renováveis e Meio Ambiente; um Centro Vocacional Tecnológico/CVT, o Centro Catalisador de Competências em Tecnologia da Informação/C3TI); duas biofábricas para produção de mudas micropropagadas, uma unidade de produção de fungos para controle biológico de pragas da agricultura, uma incubadora de empresas multissetoriais e outra de empresas de base tecnológica em energia renováveis, um núcleo de energias renováveis e eficiência energética com cinco laboratórios e um laboratório de pesquisas em biotecnologia.

EMPRESA CHINESA VAI IMPLANTAR FÁBRICA DE MOTOS NA BAHIA -A empresa asiática China Yasuna Group inicia em julho as obras da montadora Yasuna Motors do Brasil em Una, no sul da Bahia. Será a primeira fábrica de motos da empresa chinesa em território brasileiro. O empreendimento tem recursos da ordem de R$ 62 milhões e a princípio deve gerar cerca de 300 vagas de emprego diretos e 150 indiretos. A China Yasuna Group é uma empresa que trabalha há mais de 30 anos no ramo de fabricação e exportação de peças automotivas para motocicletas e ciclomotores.

O ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO – Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 29 de abril a 30 de maio de 2016 (referência) com os preços vigentes no período de 31 de março a 28 de abril de 2016 (base). O índice abrange as famílias com rendimentos mensais de um a quarenta salários mínimos. O índice nacional registrou variação de 0,78% em maio e acumulou 4,05% no ano, sendo inferior aos 5,34% registrados no mesmo período do ano passado. Todas as três regiões metropolitanas do Nordeste apresentaram variação mensal e acumulado no ano superior à variação nacional. A RM de Fortaleza apresentou maiores variações. A RM de Salvador apresentou menor variação mensal (0,83%), enquanto a RM de Recife apresentou menores variações tanto no acumulado do ano (4,22%) quanto no acumulado nos últimos doze meses (9,16%).

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo

Variação %
  Maio Acumulado no Ano Acumulado em 12 meses
Brasil 0,78% 4,05% 9,32%
Fortaleza 0,99% 5,08% 11,01%
Recife 0,90% 4,22% 9,16%
Salvador 0,83% 4,48% 9,54%

Fonte: IBGE

HERVAL INAUGURA FÁBRICA DE ESTOFADOS EM PERNAMBUCO – A Herval, empresa gaúcha, instala sua primeira unidade industrial fora do Rio Grande do Sul. O local escolhido foi o município de Bezerros, Agreste de Pernambuco. A unidade fabril, que contou com investimentos de aproximadamente R$ 88 milhões, produzirá colchões, estofados, espumas e dublagens industriais. A unidade está instalada às margens da BR-232, num espaço de 250 mil metros quadrados (m2), sendo 37 mil m2² de área construída. Além do parque industrial, Bezerros também terá um Centro de Distribuição da Herval para escoar produtos que ainda não são fabricados na região. Inicialmente foram contratados aproximadamente 200 funcionários predominantemente locais que foram até a unidade gaúcha para receber treinamento. Até o fim deste ano, a previsão é que o número de profissionais chegue a 340 e que ultrapasse os 600 funcionários.

ESTADO DA BAHIA ASSINA EMPRÉSTIMO DE US$ 200 MILHÕES COM O BIRD –O Banco Mundial e o governo da Bahia já assinaram autorização de empréstimo na ordem de US$ 200 milhões, o equivalente a R$ 740 milhões, para o Programa de Restauração e Manutenção de Rodovias Estaduais (Premar). O empréstimo vai viabilizar obras em importantes eixos do estado, ampliando a malha rodoviária e garantindo a manutenção de estradas já existentes. A Bahia pretende, ainda, contratar um segundo financiamento para ampliar as obras de recuperação da malha viária baiana. São mais 200 milhões de euros, cifra pleiteada junto ao Banco Europeu.

 EXPORTAÇÃO DE GADO MOVIMENTA R$ 42 MILHÕES NO MARANHÃO –Com o início da operação de carga viva pelo Porto do Itaqui em 2015, a Emap inaugurou uma nova linha de operação que já exportou mais de 11 mil cabeças de gado maranhense para o Líbano e Venezuela. A operação gerou recursos na ordem de R$ 42 milhões para pequenos e médios produtores do Maranhão, apenas no primeiro quadrimestre de 2016.

BOM DESEMPENHO DE EÓLICAS REDUZ PREÇO SPOT DA ENERGIA NO NORDESTE –O bom desempenho das usinas eólicas no Norteste tem ampliado a oferta de energia na região mesmo em um momento de forte seca. Em consequência disto houve queda de mais de 60% no preço spot da eletricidade no Nordeste em maio ante abril, ainda que as chuvas nas áreas das hidrelétricas estejam em torno de apenas 30% da média histórica. Os preços spot do Nordeste estão atualmente em cerca de 115 reais por megawatt-hora, patamar para o qual caíram em maio após passarem os primeiros meses do ano em valores bem mais altos que os praticados nas demais regiões do país, com pico de 358 reais por megawatt-hora em janeiro. A geração das eólicas entre 2010 e 2014 representou 36,8 por cento da capacidade instalada das usinas, contra 41,4 por cento no período 2011-2015, o que indica uma melhora no aproveitamento do potencial dos ventos para energia. As usinas eólicas representam atualmente cerca de 9 gigawatts em capacidade, ou 6 por cento da matriz elétrica do Brasil. A Abeeólica estima que as eólicas praticamente dobrarão a capacidade instalada até 2019, chegando a 18,8 megawatts.

 FALÊNCIA DE EMPRESA ARGENTINA ATRASA EÓLICAS NO NORDESTE –Por outro lado, a construção de cinco complexos de energia eólica no Ceará e no Rio Grande do Norte atrasou em virtude da crise financeira que atingiu uma das maiores fornecedoras de turbinas no Brasil, a empresa argentina Impsa. Estima-se que pelo menos 300 turbinas eólicas encomendadas não foram entregues pela Wind Power Energy (WPE), fábrica que a Impsa montou no Brasil para atender o mercado local. Cinco complexos de geração de energia, que somam 26 parques eólicos espalhados por municípios do Ceará e do Rio Grande do Norte, tinham previsão de entrar em operação entre julho de 2013 e novembro de 2016. Nenhum empreendimento foi entregue. As empresas pediram que o prazo fosse adiado em 24 meses.

 SALVADOR RECEBE DA UNESCO TÍTULO DE CIDADE DA MÚSICA –A capital da Bahia, Salvador, recebeu no último dia 01/06, o título oficial de Cidade da Música, da Rede de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Na sede da prefeitura da cidade, no bairro do Comércio, o título – que já havia sido anunciado no fim de 2015 – foi entregue oficialmente ao prefeito ACM Neto. Com isso, Salvador se torna a primeira cidade brasileira a se enquadrar na categoria Música, Rede da Unesco. Assim, é a única cidade brasileira a integrar a Rede de Cidades Criativas da Unesco, no segmento musical, ao lado de cidades como Bogotá (Colômbia), Bologna (Itália), Brazzaville (República do Congo) e Hannover (Alemanha).

PROJETO DE IRRIGAÇÃO NA BAHIA TERÁ ENERGIA SOLAR –A produção de energia solar em projetos públicos de irrigação será avaliada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em parceria com o Instituto de Pesquisa e Inovação na Agricultura Irrigada (Inovagri). Um encontro realizado em Fortaleza possibilitou que a Inovagri apresentasse para analistas da Codevasf uma proposta para a geração de energia solar em lotes de pequenos agricultores na região do Submédio São Francisco. Por meio da empresa Braselco, parceira do instituto, inicialmente será implantado um “lote-piloto” no projeto público de irrigação Mandacaru, em Juazeiro, sem ônus para a Codevasf e para o pequeno agricultor. Além de ser uma alternativa para ampliar a matriz energética em áreas irrigadas, a ação pode reduzir o valor da fatura de energia elétrica dos agricultores.